Central de Atendimento: 0800 001 1313 (48) 98805-5513

Cloridrato de Piridoxina (Vitamina B6)

Cofator enzimático importante para diversas funções fisiológicas

Redução de náusea e vômitos

Efeito benéfico sobre a função cognitiva

Cofator enzimático importante para diversas funções fisiológicas

Redução de náusea e vômitos

Efeito benéfico sobre a função cognitiva

Descrição

Vitamina B6 é o termo utilizado para designar um grupo de compostos hidrossolúveis (piridoxina, piridoxamina, piridoxal e piridoxal-5-fosfato) que contribuem para diversos processos bioquímicos essenciais à manutenção da saúde humana. Embora a vitamina B6 seja sintetizada por bactérias que colonizam a microbiota intestinal, é obtida principalmente através da alimentação, estando presente em maior quantidade em alimentos de origem animal, assim como em diferentes cereais integrais, vegetais (como espinafre e batata) e frutas (incluindo a banana e o abacate). Entretanto, nestes alimentos os vitâmeros da vitamina B6 se encontram ligados a glicosídeos de origem vegetal ou a grupamentos fosfato, e necessitam de uma clivagem prévia por enzimas glicosidases e fosfatases para serem absorvidos através das células do epitélio intestinal e convertidos à forma ativa desta vitamina, o piridoxal-5-fosfato.1–3 Desta forma, a pirodoxina é uma das formas mais adequadas para suplementação de vitamina B6, pois não necessita de conversão enzimática para ser absorvido, o que acarreta em uma maior bodisponibilidade. A forma ativa da vitamina B6 atua como um cofator importante para a atividade de mais de 140 enzimas no organismo humano e, com isso, contribui para a regulação de diversos processos fi siológicos. Dente estes, o metabolismo de aminoácidos, neurotransmissores, carboidratos, lipídios e folato, bem como função mitocondrial, eritropoiese, atividade antioxidante, função imunológica e modulação da expressão e atividade de receptores hormonais.1–4 Assim, além de restaurar os níveis endógenos de vitamina B6 em casos de defi ciência nutricional ou de necessidades aumentadas (como durante a gestação), a suplementação com piridoxina também tem se mostrado benéfica no manejo de diversas condições clínicas, incluindo náusea e vômitos, hiperhomocisteinemia, síndrome pré-menstrual, afecções cutâneas, entre outras.